Arquivo da categoria: Diversos

Facebook: do MySQL ao TAO

Facebook-TAOO Facebook dispensa qualquer tipo de apresentação. Até acho que existe mais gente no “face” do que viva no mundo real. Durante muitos anos o Facebook rodou e confiou na plataforma LAMP com Linux, Apache, MySQL-MemCache e PHP. Com o passar dos anos sua base de dados foi crescendo: 1TB, 10TB, 50TB, 100TB… 200TB, 500TB e continua crescendo.

De fato, o Facebook usou, ativamente, o MySQL até por volta de 100TB. Ooops, quer dizer que o MySQL pode ser escalado até 100TB de base? Sim e não! Eu, particularmente, acredito que o MySQL é muito competente, mas, eu não me sentiria confortável com uma base maior que 2TB ou 3TB. A dificuldade de manutenção acima disso é muito grande. Até 1TB é tranquilo. Mas, voltando ao Facebook, para conseguir a façanha de usar o MySQL com 100TB eles lançaram mão de milhares de “shards” lógicos controlados pela aplicação e sistema operacional. Inclua-se na aplicação, não só o site, mas também o MySQL personalizado pela equipe interna de desenvolvimento. Personalizar o MySQL não é para qualquer um. E, passa a ser mais um ponto de atenção… a cada atualização da comunidade e/ou do fabricante é preciso ser revista com atenção pela equipe de desenvolvimento. Controlar uma dezena de “shards” lógicos já é um drama, imagine milhares. É muito “if”! “If” nome do fulano começa com “A” os dados estão no servidor tal, “If” o nome do ciclano inicia com “C’, e, mora na Holanda, os dados estão no servidor 1.321! “If’ o desenvolvedor se perdeu no monte de “If”… só sobra o “f” (complete a palavra)!

Continue lendo Facebook: do MySQL ao TAO

Red Hat Substitui MySQL pelo MariaDB em seus repositórios

Tudo indica que não é só fofoca nem burburinho. Lendo diversos artigos sobre banco de dados e sistemas operacionais, deredhat-logo-cloud diversos cantos do mundo, é unanimidade que a Red Hat está substituindo o MySQL pelo MariaDB em seus repositórios.

Para quem está chegando agora, e, ainda não conhece o MariaDB, trata-se de um “fork” do MySQL, que utiliza, basicamente, o mesmo código fonte. Em outras palavras, 100% compatível com MySQL e, é mantido pela trupe do criador do MySQL: Monty Widenius.

Obviamente, os projetos que circulam a órbita do sistema Red Hat, tais, como o Fedora e o CentOS, ambos, seguiram a mesma linha, extirpando o MySQL de seus repositórios oficiais (digamos assim).

Isto é bom ou é ruim? Como praticante de Taichi, nada é, absolutamente, mal ou bom. Tudo tem um lado Yin e um lado Yang.

Continue lendo Red Hat Substitui MySQL pelo MariaDB em seus repositórios

MySQL Connect 2012 por Oracle

Estive no MySQL Connect anexo ao Oracle Open World 2012. No ano passado não valeu 😉 Neste ano, podemos considerar como o primeiro evento oficial da Oracle, anexada ao já tradicional Oracle Open World.

O evento aconteceu no Hilton Hotel de São Francisco, bem no centro da cidade, no primeiro final de semana que antecede o Oracle Open World.

Novamente quero insistir, por que a Oracle se daria ao trabalho de fazer um evento anexo ao Oracle Open World para o MySQL se tivesse intenção de matá-lo? Isto só pode ser da cabeça insana de alguém que vendeu o que não deveria ter vendido. Agora é tarde, a Oracle, em minha opinião, está cuidando muito bem sim do nosso querido MySQL.

Tem muita gente choramingando que estão fechando o código do MySQL, que estão mais restritivos quanto à código submetido, e, até mesmo novas idéias.

Continue lendo MySQL Connect 2012 por Oracle