Meus amigos. Eu sei que o BLOG é para falar sobe MySQL. E quem me conhece, sabe que faço com o maior carinho e respeito por o lê. Mas, quero pedir licença à voces para fazer um desabafo e desagravo.

Também sei que somos o país do futebol. Sei disso. Não sou Corinthiano (é assim que se escreve?). Estava dando aula de Performance Tuning quando o Corinthians ganhou merecidamente de forma honrosa a Libertadores. Sou São Paulino. Fiz sacanagem com os alunos corinthianos (que nome feio 🙂 ), mas, no fundo eu torcia pelo Corinthians que naquele momento representava o Brasil, mesmo, que alguns estivessem torcendo contra. Eu não estava. Sou Brasileiro, assim mesmo, com B. Jamais torceria para outro país.

Mas, futebolísticamente falando, o Brasil enquanto Seleção, Confederação é uma fraude. Uma desgraça.

Somos então o país do Volei, e, do UFC. Sim, caro leitor, do UFC. Somos imbatíveis, indestrutíveis. Somos o país do UFC. Nenhum outro país, nem o país de origem deste esporte/liga, iguala-se ao feito Brasileiro.

Chael “Big Donkey” Sonnen “despertou em mim os meus instintos mais primitivos”. Me ofendeu de maneira tal que me faz usar este espaço dedicado ao MySQL, como forma de colocar para fora parte deste espinho engasgado na minha garganta.

Ele ofendeu o Brasil, os Brasileiros, e, nosso Campeão e sua familia. O cara gosta de ser odiado mesmo. Não acho que este falastrão representa bem os EUA, muito menos seu povo. E mais, duvido que o pensamento dele represente o consenso geral americano sobre nosso país.

Digo sempre que o Brasil não é uma nação, e, sim um país com projeto de ser nação. Temos muitos problemas estruturais e conjunturais: corrupção ampla, arraigada e descarada, síndrome da “Lei de Gerson” (para os mais novinhos, é a péssima mania que todos nós temos de querer levar vantagem em tudo), temos a violência urbana que ceifa vidas e mais vidas todos os dias, temos a disparidade social (que realmente me enoja), temos o tráfico de drogas, enfim uma série de problemas.

Mas, diante de tantos problemas o Brazil (e os brasileiros) tem virtudes. Nunca, vi um brasileiro falando mal, grosseiramente, de outro país. Não se ofende familia.

Não sei se falo só por mim, mas, acho que o falastrão do Chael “Big Donkey” Sonnen conseguiu ofender e ser odiado por 190 milhões de brasileiros, e, outros tantos no mundo, inclusive nos EUA.

Eu fui criado por Avô-Pai (avô com A), que assumiu a responsabilidade de ser meu pai. Meu avô, de poucas posses, e menor instrução ainda, que até hoje (08/07/2012) do alto de seus 88 anos, continua ativo e trabalhando em sua profissão: barbeiro. Vovô, desculpe a sacanagem contigo, mas, babeiro de profissão e como motorista também 🙂 (Nem vovô escapa).

Mas, enfim, digo isso para dizer que não tive uma infância abastada. Mas, foi rica. Roubei muita goiaba, abacate de manga do Sr. Félix. Brincava na LAMA sim, e, adorava. E ter brincado na LAMA foi importante para construir quem eu sou hoje.

Não tenho vergonha de minhas origens, como nosso campeão Spider não deve ter também.

Se o falastrão do Chael Sonnen acha que teve algum mérito ter brincado de Bárbie & Ken, e, nós brasileiros na lama… Ele está enganado. O Brasil hoje somos uma  das 5 maiores potências do mundo, e, tendo feito a lição de casa, estamos em ascenção. Enquanto o país deles.

O que o Anderson Silva, tentou explicar ao Chael Sonnen, e que este segundo não entendeu é: “We got balls!”. Temos raça, e, não desistimos nunca.

Como Anderson Spider Silva disse que seria a luta, em suas próprias palavras: “bum bum bum bum, finish”.

(vou me arrepender disso) Vai Corinthians! Vai Spider! Vai Brasil!

Brasil, o país do UFC.

Tire suas dúvidas: http://www.youtube.com/watch?v=DKQEorWGYSA