Replicação MySQL: Fundamentos, Funcionamento, Monitoração e Aplicação na Prática

Replicação é uma ferramenta poderosa e nativa do MySQL. Com ela é possível a horizontalização de servidores MySQL com o intuito de aumentar: escalabilidade, performance e disponibilidade.

 

Assista aos slides

 

Estes slides foram apresentados na palestra de 27/10/2011 na sede da Oracle/SP. Quero aproveitar para agradecer todos os presentes, e, convidá-los para visitar meu twitter. E fica desde já combinado nosso próximo encontro em janeiro/2012 para falarmos de MySQL Cluster, acompanhem no twitter.

6 thoughts on “Replicação MySQL: Fundamentos, Funcionamento, Monitoração e Aplicação na Prática”

  1. Olá
    Alexandre
    Boa Noite

    Conforme conversamo hoje no evento Desvendando o MySQL voce ficou de enviar o nome do livro de normalização em banco de dados segue o meu e-mail para que voce possa por gentileza me enviar o nome do livro jl.gomes@bol.com.br. Desde já agradeço
    pela atenção e compreensão ,parabéns pela palestra.
    abraço
    JOSE LUIZ GOMES

    1. Olá José,
      Segue os livros:
      Sistema de Banco de Dados – A.Silberschatz, H.Korth, e, S.Sudarshan – Editora Elsevier. Meu conselho a voce é que vá até a Livraria Cultura com a patroa, paga um cafezinho a ela, enquanto saboreia este livro. É salgado. Veja se é, realmente, o que te interessa. Tem um capítulo de SQL Server que voce pode negociar com a Livraria Cultura… ;-))) Pede desconto, diga que o capítulo não serve para nada 🙂

  2. Como ficam as triggers na replicação MySQL do lado do slave?
    Elas devem ou não existirem no slave?
    Exemplo, trigger soma + 1, no valor do campo x da tabela y.
    Quando este gatilho disparar do lado do master, ele irá somar +1 neste registro.
    Após a sincronização deste registro pra o slave, ele irá somar +1 novamente se a trigger existir do lado do slave, ou o MySQL desabilita as triggers no momento da sincronização (processamento do binlog)?

    —blog virando forum 😉

    1. Fala Juliano,

      Legal a pergunta. Resposta padrão em TI é…. DEPENDEEEE!
      Tem uma variável que afeta os triggers de maneira, extremamente, perigosa eu diria. É a variável binlog_format.

      BINLOG_FORMAT = STATEMENT
      Neste caso seus triggers não serão replicados, digo, os comandos dentro do trigger. Workaround: Criar os trigger no lado do SLAVE também.

      BINLOG_FORMAT = ROW
      Neste caso o RESULTADO de seus triggers serão gravados no binlog, e, consequentemente, serão aplicados no SLAVE. NESTE CASO REMOVA OS TRIGGERS DO SLAVE.

      Abs,

      AA

  3. Na palestra você mostrou os status com erros na monitoração do Mysql e possíveis causas , não encontrei nos slides que você postou aqui esses status, obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *